Último respiro!

Finalmente os últimos dias do ano chegaram.

Em 2019 ouvi muitas pessoas reclamando que o ano foi isso ou aquilo e poucas correndo atrás do prejuízo pra fazer ele ficar melhorzinho.

E me incluo nessa lista!

Mas o fato é que o fim do ano chegou e com ele a nossa vez de respirar fundo, aleluia. Já se tornou um hábito ver o calendário se esvairindo e com ele aquela sensação tensa também.

A hora do respiro chegou! Ufa!

Para mim chegou no momento exato. Acho que nunca me senti tão exausta como nesse ano.

Tive que tomar muitas decisões que sugaram tanto a minha energia que até hoje estou tentando recuperar.

Retornar para o Brasil foi uma delas. Não vou mentir, me readaptar aqui tem sido bem complexo. O clima (por incrível que pareça, descobri que prefiro o frio), os hábitos diários (tipo aquela escapada no fim do dia para sentar na beira do rio Tejo), a comida e, principalmente, a segurança pesaram demais nesse tempo.

E pior, hoje vejo que retornei para cá buscando algo que não existe mais. Pois é, posso me arrepender do arrependimento?

Em segundo lugar está começar um novo trabalho que é totalmente diferente de tudo que já fiz tem sidondesafiador. Através dele sai da minha zona de conforto, o que na verdade foi muito bom. Além de conseguir colocar à prova muitos desafios pessoais.

Por fim, e não menos importante. Descobri que estava grávida. Aliás, que voltei grávida de Portugal! E isso sim foi assustador!

Mas Pam, vocês não queriam filhos? E como queríamos! No entanto, fomos pegos muito de surpresa, recém chegados no Brasil e eu com poucos meses no novo emprego.

Tá bom pra você?

Fora aquele monte de decepções e alegrias que inevitavelmente encontramos na jornada.

Só que isso além de necessário para o nosso amadurecimento, é muito bom de ser vivido.

Pra mim 2019 foi como carregar o mundo nas costas. Me vi fora de mim muitas vezes, como nunca havia visto antes.

Penei para aprender que coisas começam, coisas acabam e isso é importante para o nosso crescimento pessoal.

Agora com toda essa áurea que domina o fim do ano, consigo perceber com mais clareza que para seguir preciso inspirar e expirar profundamente e tentar transformar o processo o mais agradável possível.

Esse respiro de fim de ano não vai resolver todos os meus dilemas. Nem os seus, não se engane.

Porém, ele é importante para darmos valor ao que é realmente necessário, para aprendermos a olhar para nós com mais carinho e, claro, para entendermos que respirar é preciso.

Eu, 2019 e uma bagagem lotada vamos ficando por aqui. Mas já deixo avisado que sigo ao encontro de 2020 com algumas metas bem definidas e cuidar melhor do blog é uma delas. 

Então, não some não. Fica vai ter bolo!

Um longo respiro de fim de ano para você, nos vemos no ano que vem! 😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s