Para uma gestação tranquila

Se informar, conversar, questionar… tudo isso é extremamente importante quando estamos grávidas.

Não tem aquele ditado que diz: “a primeira vez a gente nunca esquece?”. Então, com a maternidade creio que é exatamente dessa forma.

Receber a notícia de que você está grávida automaticamente muda tudo, quando essa gravidez evolui, misericórdia! Ai que o bicho pega mesmo!

Pensando nisso, separei algumas questões que durante os 10 meses (sim, ficamos 10 meses prenhas) foram motivos de algumas noites em claro pra mim!

Coisas que só aquela mãe sincerona fala sabe?!

Aproveita aí!

Cuide do seu peso: durante toda gestação engordei 11kg, para muitas pessoas o ganho de peso não muda ou interfere em nada. Oka, opinião de cada um certo? Para mim influenciou e muito. Engravidei no meu melhor peso (60kg) e fui aumentando o peso gradativamente, geralmente 1kg por mês. Sim, teve mês que engordei mais que isso. Mas o fato de não ter engordado exageradamente foi crucial para conseguir manter minha rotina de boa até parir. Além do que, agora que já pari vejo que meu corpo está “voltando ao normal” bem rápido. Já alcancei a casa do 6.3kg.

Pratique atividade física: Tá aí uma questão que vou levar muito mais a sério quando engravidar de novo. Durante uma época eu era viciada em atividade física. Mas passou! Quando engravidei meu médico pediu apenas 1h de caminhada por dia. Que eu transformei em 1h de caminhada a cada mês. Não sei qual tipo de influência a atividade física tem durante a gestação e o parto, porém, eu sei que mal não faz e que para mim faria toda diferença. Mais disposição, domínio corporal, bem-estar psicológico e físico e bla bla bla. Na próxima gestação preciso lembrar de ler esse texto aqui e não parar de me movimentar.

  Busque informações: Mas não o suficiente pra ficar louca! Durante a gestação eu estudei muito. Li inúmeras pesquisas e livros; assisti vídeos no YouTube e ouvi diversos podcasts. Não suficiente conversei com mães de primeira, segunda e quinta viagem. Além do meu médico, nutricionista e doula. Eu preferi me munir de informações para não ser pega de surpresa. No entanto,  surpresa sempre vem. Por isso, não vire a louca da caneta. Pesquise até onde você acha importante. No meu caso, me limitei até o sétimo mês, deixando espaço apenas para dúvidas práticas e pontuais. A verdade é que na teoria tá mamão, na prática a história é outra.

Frequente o curso de gestante: Tá aí uma coisa que eu achava totalmente desnecessária e não me pergunte por que. Eu confesso que até frequentar um, não via muita utilidade em passar quase 1 mês nas aulas. Minha opinião só mudou quando, prestes a parir, resolvi frequentar as aulas semanais. Graças a Deus! No curso pude tirar várias dúvidas, desmistificar alguns mitos e aprender a cuidar de um bebê. Coisa que eu não havia feito até então. Para mim foi muito útil, até porque eu e o Diogo resolvemos cuidar do Benjamin sem a ajuda diária dos familiares.

Vá ao psicólogo: Eu não fui. Mas se pudesse eu frequentaria a terapia desde sempre. Não são apenas os hormônios que mudam durante esse período, a nossa mente vira um turbilhão de emoções transitando em tempo frenético. Dias de caos, tristezas e alegrias intensas. Sensações inexplicáveis durante a gestação e mais loucas ainda durante o puerpério. Um psicólogo certamente te ajudará a passar por esse período de forma mais leve.

Tenha uma rede de apoio: Durante esse tempo as pessoas próximas são fundamentais . No meu caso começou com meu marido que apoio minhas decisões sobre a maternidade, cuidou, esteve atento e foi (na verdade é) minha base ao descobrir esse universo. Também pude contar com amigos muito próximos que respondiam as minhas dúvidas e batiam papo na madrugada de insônia. Além disso, tive a graça de ter pertinho de mim uma amiga doula. Como foi bom, principalmente porque eu sempre desejei parto normal. Até o Benjamin literalmente nascer eu pude contar com esse anjo. E essa rede continua depois de parir viu.

Acredite em algo: Ter fé é um dos pontos cruciais na gestação. Ao menos para mim. Quando estava no comecinho da gestação uma amiga muito querida e dinda do Benjamin, a Ju me deu o livro “Gestar em oração, conceber com amor”. Todos os dias eu rezava com o Benjamin na barriga e com as semanas passado eu ia me sentindo mais confiante e certa de que Deus sabe o tempo de tudo. Pra mim, confiar que o Senhor faz o impossível foi fundamental para tornar os dias de medo, incertezas, tristezas e dores mais fáceis. Tanto que no dia que entrei em trabalho de parto tive a graça de ir a missa e comungar. Mal sabia que naquela madrugada o Benjamin viria ao mundo sobre os cuidados e orações do papai que rezava baixinho enquanto a mamãe aqui vivia a experiência sobrenatural do parto. Aproveite esse tempo de espera para ter intimidade com Deus. Faz toda diferença.

Não se cobra tanto: Tomou um copo de refrigerante? Comeu aquele doce? Ficou andando pra lá e pra cá até não aguentar mais? Oka! Está tudo bem,  a sua vida não vai parar enquanto você está esperando o bebê. Claro que precisa tomar cuidado com muitas coisas, no entanto, não cobre a perfeição. Até porque ela não existe nesse mundo. Eu mesma, achei que seria a mamãe fitness vivendo a base de brócolis. Unhum! A dona do foodtruck sabe bem o lanche que eu comia praticamente toda semana! Poderia ser melhor ? Sim! Mas não rolou, paciência.

Saiba como quer parir: Sim, deixei por último aquilo que é fundamental pra mulher. Decida durante a gestação como você deseja parir. Sonhe com os detalhes, faça um plano de parto, converse com seu médico e acompanhante. Estar preparada para esse momento é muito importante para sua saúde mental. Se vai ser do jeito que você desenhou? Pode ser que sim ou não. Mas o fato é que você precisa saber o que quer. E, claro. Estar ciente que interferências acontecem e elas estão aí para te ajudar.

Ainda tenho muitas questões pra compartilhar com vocês. Melhor fazer por partes pra não assustar ninguém né? hahahha

Espero que esse bate bola inicial tenha te ajudado a entender que a gestação é isso; um tempo perfeito vivido por seres imperfeitos.

Comenta ai o que mais você gostaria de saber sobre esse momento surreal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s